.

.

.

Se você quiser compartilhar o que encontrar aqui, fique à vontade. A ideia é exatamente esta: divulgar o tricô, disseminar essa linda arte
manual. Honestamente, eu me sentirei lisonjeada.


Apenas peço que mencione a fonte e coloque o link do post ou do blog. Obrigada!


31 de agosto de 2011

TRICÔ E LIAN GONG



Já ouviu falar em Lian Gong? Lê-se "lian-kun".

Acredite, ele funciona como atividade que previne tendinite e problemas de saúde similares, além de atuar como auxiliar nos tratamentos médicos para aliviar artrite, tendinite, pressão alta, depressão, dentre outros.

E o que o Lian Gong tem a ver com o tricô? É muito comum sentir dor após muito tempo de tricotadas constantes. 

Mesmo sabendo da importância de fazer alongamentos e pausas, nem mesmo eles são suficientes para evitar problemas nas mãos, punhos, braços e ombros, quando não é a lombar (nervosa a reclamar) dos tricoteiros dedicados à essa deliciosa arte de tecer.

O Liang Gong trabalha os tendões, as articulações e músculos. São movimentos que integram as partes do corpo.

Não, não é esotérico! São práticas chinesas há muito tempo desenvolvidas e pensadas para atender aos objetivos propostos e sou testemunha de que melhoram o bem-estar físico, o humor, a vida!

Atualmente, o Liang Gong é praticado em diversas praças paulistanas. Gratuitamente. Tomei conhecimento de que havia intenção de expandir o prometo para outras cidades brasileiras. Verifique se seu município já proporciona esta atividade - alguns postos de saúde (SUS) oferecem grupos de Lian Gong duas vezes por semana.

Veja artigo extraído do site da Sociedade Paulista de Liang Gong e Filosofia Oriental:

 Lian Gong, ginástica chinesa criada há mais de 40 anos, faz bem para o corpo e para a saúde.
A ginástica Lian Gong (pronuncia-se "liam cum") foi desenvolvida na China, pelo Dr. Zhuang Yuen Ming, médico ortopedista da Tradicional Medicina Chinesa (TMC), na década de 60.
Dr. Zhuang atendia com uma equipe formada por mais 25 médicos em um hospital de Shangai. Ele notou que a partir dos anos 60, o número de casos de dores musculares e articulares em seus pacientes havia aumentado. Isso aconteceu em decorrência da situação econômica da China, que deixava de ser uma sociedade agrícola, para ser uma sociedade industrial. Esse processo trouxe novas complicações ergonômicas e outras agressões ao corpo humano.
Por isso, baseado no Tui Na, milenar arte fisioterápica chinesa, e na tradição dos trabalhos corporais chineses, o Dr. Zhuang sintetizou, em um primeiro momento, um conjunto de 18 exercícios que atuassem no corpo humano, da coluna cervical aos dedos dos pés.
Apenas 12 minutos por dia Com a prática de 12 minutos diários desses 18 exercícios, uma pessoa pode se prevenir da maioria dos problemas decorrentes de má postura ou de movimentos agressivos à lógica do corpo humano.
Posteriormente, foram elaboradas mais duas seqüências de 18 movimentos cada, ampliando assim as possibilidades terapêuticas desta prática, com exercícios para as articulações e tendões e para o fortalecimento do coração e pulmão. Cada uma destas partes tem duração de 12 minutos também e são indicadas para pessoas que precisam de tratamento.
No Brasil, já existem experiências de sucesso com a prática. Na cidade paulista de Suzano, uma lei municipal regulamentou o Liang Gong como terapia complementar aos tratamentos oferecidos para casos de diabetes, hipertensão e reumatismo. Isso se deve aos bons resultados obtidos com o programa de Liang Gong, implantado na cidade há seis anos e com mais de 15 mil pessoas, que praticam pelo menos uma vez por semana.
Em pesquisa realizada com 2.100 praticantes, quase metade deles apresentou melhoras no humor e no sono. Além disso, um terço dos pesquisados, diminuiu a procura por assistênciamédica e 23% reduziram o uso de medicações.
Como é a Ginástica Todos os exercícios são feitos na postura em pé, acompanhados por uma música especialmente desenvolvida para a prática, sem necessidade de roupas especiais, e utilizando uma respiração natural. A característica básica dos exercícios é a fusão de movimentos de alongamento com tração, controlado pelo praticante, dentro de seus próprios limites. Assim,  sta ginástica, agindo de forma suave sobre os sistemas circulatório e articular, mobiliza o tônus muscular, suaviza os enrijecimentos e estimula a “lubrificação” das articulações.
A prática constante destes exercícios tem se revelado como um excelente instrumento na correção postural dos praticantes, bem como na melhora geral do indivíduo, combatendo os sintomas do stress, as ansiedades e irritabilidades além das ações positivas localizadas, específicas de cada exercício.
Por outro lado, tem-se notado nas práticas aplicadas junto a empresas, que o Lian Gong, por não ter um caráter competitivo mas sim de aprimoramento individual, estimula sobremaneira a integração entre aqueles que o praticam.
Lian Gong em 18 Terapias não é uma panacéia para todos os males, mas com certeza é uma prática que reúne conceitos ocidentais e orientais com uma  simplicidade, eficácia e alegria não encontradas em outras práticas.
São três séries de exercícios, cada uma com diferentes focos. Seguem vídeos da primeira e da segunda séries:






3 comentários:

Elaine Masciarelli disse...

Eu ja pratiquei ha algum tempo,voce sabe se existe um CD para vender? assim eu poderia voltar a praticar.Grata pela explicação.

Marlene Pires disse...

Oi Lilika adorei seu post, realmente nós que tricotamos e crochetamos por muito tempo temos que nos previnir, eu mesma ainda tenho um agravante que é a Artrite Reumatóide que causa muitas dores nas articulações. Faço alguns alongamentos, mas confesso que amei o vídeo e vou começar a fazer os exercícios. Obrigada por compartilhar.
bjos e fique com Deus,
Marlene

Zazafranke disse...

Adorei!!!Obrigada por compartilhar, com certea esses exercícios nos fará muito bem, vou repssar para os amigos.
Beijos em seu coração
Zazafranke