.

.

.

Se você quiser compartilhar o que encontrar aqui, fique à vontade. A ideia é exatamente esta: divulgar o tricô, disseminar essa linda arte
manual. Honestamente, eu me sentirei lisonjeada.


Apenas peço que mencione a fonte e coloque o link do post ou do blog. Obrigada!


8 de agosto de 2011

Pontos à espera: MÉTODO TRADICIONAL com dicas da Lilika

Na receita anterior, você deve ter reparado que foram pedidas três agulhas n.7.
Isto porque Ciça Cordeiro ensina o modo mais simples de deixar alguns pontos à espera, ou seja, tricotar somente alguns pontos da peça por um determinado tamanho ('x' centímetros ou ''x''' carreiras), enquanto os demais pontos serão tricotados posteriormente (também por 'x' centímetros ou 'x' carreiras). Depois de "x" alcançado nas duas partes, unem-se os pontos, que serão tricotados como no início da peça.

Fiz uma amostra para mostrar os dois procedimentos: pontos deixados à espera e pontos tricotados simultaneamente, mas formando o buraco.

MÉTODO BÁSICO - PONTOS À ESPERA
- Conforme orientar a sua receita, tricote a peça normalmente até o ponto da divisão.

- Na primeira carreira, onde ocorrerá a divisão, tricote somente o exato número de pontos determinados. Exemplo: o vestido da Ciça Cordeiro  teve a peça dividida exatamente ao meio, x pontos à espera e x pontos tricotados; neste caso, os primeiros x pontos são tricotados.

- Passe os x últimos pontos, que ficarão à espera, para uma outra agulha ou separe-os com agulha de tapeçaria e um outro fio.

Dica da Lilika 1: como se vê na foto, utilizei uma agulha circular 2mm para deixar os pontos à espera. 

Gosto de deixar pontos à espera com agulha circular bem fininha por quatro motivos:
Primeiro: ela não fará peso para a peça;
Segundo: como sabem, sou estabanada, e uma agulha reta pendurada no trabalho certamente iria me machucar;
Terceiro: a extensão da agulha circular é bem fechada, forma um aro segurando os pontos, evitando que eles se percam.
Quarto: seu diâmetro e sua rigidez facilitam o transporte de ida e volta dos pontos à agulha de tricô.
Dá para ver a extensão transparente da agulha circular bem fechadinha

Dica da Lilika 2: tire os pontos que ficarão à espera com uma agulha de tapeçaria e um outro fio, preferencialmente de outra cor para facilitar. Faça um  círculo fechado com o fio, amarrando as duas extremidades, assim os pontos ficarão protegidos. É uma ótima maneira para substituir a agulha circular. Quando for tricotar estes pontos novamente, é só repassá-los para a agulha de tricô.

4 comentários:

Artes em Agulhas disse...

Show, vc explica muito bem, sou fraquinha no tricô, mas arrisco uns pontos. Parabéns por dividir seus conhecimentos com todos que querem, bjos

Maria A.A.Santana disse...

Que bom que vc partilha seus conhecimentos. Parabéns... agora vou pegar firme no tricô....com essas explicções tão bem mostradas ninguém fica sem aprender.
bjs

Lusandra Gomes disse...

Muito boa sua explicação! Logo precisarei dela! Obrigada querida por tantas dias p quem está aprendendo a tricotar como eu. Amei tudo por aqui viu? xeros da Lu

Maria da Conceição Marques Ceica disse...

Obrigada gostei da dica.Bjs.